Total de visualizações de página

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Extra!!! A missão de Natal!


Hoje eu e o Mickey fomos até o Supermercado Extra para comprarmos uns Kits natalinos que resolvemos montar em prol das crianças carentes com Down.
Munidos de listinha com a relação das crianças fomos atrás do pacote, que deveria conter uma roupinha, um sapatinho, e ítens de higiene pessoal... ítens este que o Michey simplificou para uma paste de dentes e uma escova... Não sei se ele optou por estes dois ítens porque ele não usa fio dental nem listerine ou porque é pão duro mesmo, mas o fato é que compramos apenas pasta e escova....
E acaba de me ocorrer uma dúvida: Será que ítens de higiene pessoal incluiam sabonete, shampoo e condicionador???
Não sei, mas agora já foi....
Enfim, estávamos lá, comprando chinelinhos infantis tamanho 17 ( tão bonitinhos), roupinhas e tudo mais quando enfim chegou a hora trágica: Escolher dentre os 10 caixas abertos....
Todos lotados, by the way...
Cheguei a cogitar a possibilidade de simular uma gravidez ( me chicoteia Jesus), já que estava usando uma bata...
Desisti... Achei meio anti ético...
Ficamos, sem brincadeira, uns 20 minutos esperando a mocinha graciosa do caixa (leia-se anta disléxica) atender uma senhorinha que estava comprando nada mais nada menos do que 20 guirlandas ( juro, eu reparei). me digam: pra quê?
pelo mesmo motivo que eu estava comprando 30 pastas de dentes e 30 escovinhas? Maybe... But I dont Know....
Enfim, quando íamos enfim ser atendidos sabe o que aconteceu?
Veio uma gerente patinadora sabe-se Deus de onde para contabilizar o caixa...
Pode?
Parou a fila para efetuar a contabilidade! E o pior não é isso... O pior é que ela parou na nossa vez!
E foi aí que eu entendi tudo: A mocinha graciosa ( a mesma anta disléxica) portava um crachá onde lia-se: "Atendente em treinamento".
Ahhhhhhh... por isso que ela era lerda? Por quê ela era uma anta disléxica em treinamento?
Good to Know! ( obs: não sei se essa expressão em inglês existe, mas tbm se não existir eu acabei de inventar).
Após mais ou menos 15 minutinhos de espera começou aquela via sacra: tira cabide da roupinha, passa a roupinha no breguenetz ( leia-se tirador de alarme), passa a roupinha na leitora, pergunta se a roupinha é conjuntinho...
Ops, pera aí.... O que importa para a anta disléxica se aquela roupinha era ou não um conjuntinho???
Que atrevida! Curiosa dos infernos.... passa logo a roupa e não enche o saco!!!!
Enquanto eu e o Michey colocávamos as roupinhas em sacolinhas, veio uma senhora e perguntou:
--- Posso usar o carrinho de vcs?
---- Hummmm.... Não.....
---- Mas está vazio...
---- Sim, mas eu vou colocar as compras dentro dele...

Após mais duas perguntas deste tipo, pessoas vindas sei lá de onde tentando roubar nosso carrinho, conseguimos sair de lá...
Ainda deu tempo de compar dois cajuzinhos caseiros na banquinha do Extra, de uma vendedora que pela cara, nào deve tomar banho pelo menos há 03 dias!!!
Saí comendo feliz, pelo cajuzinho, pela boa ação e por não terem conseguido roubar nosso carrinho!!!!
E fica um alerta para os mais desavisados: Nào tente roubar carrinhos quando as pessoas estão no caixa porque elas certamente precisarão deles para colocar as compras...
Alerta II ( a missão): Há uma porção de carrinhos esperando por vc antes de entrar no Supermercado!!!

beijos

Um comentário:

João Luís disse...

Alerta III: o que tanto as operadoras de caixas (em treinamento) olham para o teto? Procuram moscas? Tentam lembrar para que raios serve aquele bando de rabiscos na bunda do produto, também conhecido como código de barra? ("hummm... tava em alguma página daquela apostila...")
Alerta IV: algo me diz que pelo menos um xampuzinho deveríamos ter comprado...
Alerta V: Por que clientes com MENOS de 10 volumes insistem em pegar a fila normal, ao invés de usarem a porra da fila preferencial? Para encher o saco de quem faz compra do mês? Por que não proíbem esses sacripantas de usar fila normal? "Tá com 8 volumes, é naquela fila ali, ô animal! Nao sabe ler a porra da placa???".
Alerta VI: Cajuzinho este que foi gentilmente cedido ao menino que vendia paçoca no farol...