Total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Oh Mila..... Mil e uma noites de amor com você....

O ano era 1997. Eu estava na 8º série do Porto.
Morava no D´or ( um condomínio de prédios no Morumbi, onde tinha minha amiga Dê, Ju e Isa. e a Ju tinha uma amiga que chamava Milena... e por aí já viu né?).
Bom, nessa época, abril de 1997 eu estava ficando com o Renatinho, num rolo que estava se estendendo bastante inclusive...
Mas, eu, que já frequentava a Igreja batista do Morumbi, paguei para ir no Acampamento da Igreja (que diga-se era o máximo) no final de semana do dia 17 de abril ( que emendaria o feriado de Tiradentes).
Só que quando chegou a data do acampamento eu fiquei chateada, porque não queria me separar do Renatinho tantos dias...
Fui meio a contra gosto dessa vez, mas fui, já estava pago, afinal...
Eu fiquei enrolando tanto a despedida com o Rê que quando cheguei para o ponto de encontro na igreja de onde o ônibus sairia, eu estava atrasada. E quando entrei no ônibus só tinha um lugar lá na frente, enquanto meus amigos já estava todos devidamente instalados no fundão!!!
Sentei no primeiro banco. Coloquei o discman (nossa que velha...) no ouvido e esperei o ônibus fechar a porta.
Quando achei que íamos partir chega um cara mais atrasado que eu, e senta-se ao meu lado.
Enfim o ônibus partiu.
O rapaz que sentou ao meu lado pareceia estar indo meio a contra gosto tbm...
O nome dele?
Victor.
Fomos conversando, ele disse que tinha 18 anos, que sua mãe pediu muito pra ele ir ( hj sei o quanto ela pode ser convincente), que era irmão do Bruno ( um amigo meu da igreja), que estava tirando carta de motorista e tal..
Que estudava no porto, estava no 3º colegial.
Oi?
Eu tbm estudo no Porto.
E assim foi viagem toda... Dividimos o discman (que tocava Celine Dion), conversamos horrores, ele comeu alguns dos meus dadinhos e assim se fez uma amizade.
Não nos desgrudávamos no acampamento.
Ele tocava baixo, e eu ficava ali, embasbacada olhando pra ele tocar baixo...
Ficar, só ficamos na volta, quando ele tbm voltou no mesmo banco que eu, dividindo o mesmo discman, ouvindo a mesma Celine Dion...
E a minha tristeza pelo Renatinho tinha se acabado.
Oi?
Quem é Renatinho?
E eu estava completamente apaixonada por ele.
Pelo Victor.
Que havia roubado meu coração.
Fomos a diversas baladas no cabral, na festa do Champanhe, na do Wisky.
Amor, amor amor...
Cinema.
Lanchonete.
Bom, para resumir a ópera, nós namoramos durante 04 meses, eu fiz 15 anos, ele tirou carta e passou na faculdade.
E nosso namoro não resistiu a tantas mudanças.
E eu sofri como nunca havia sofrido por ngm.
Chorei horrores. Fiquei inchada.
Jurei vingança.
Pedi pra voltar.
Escrevi na agenda que ele era o homem da minha vida.
Fiz drama.
Chorei, chorei, chorei...
Passou.
E depois disso, apenas o encontrei uma vez, assim pessoalmente.
E me lembro como se fosse hoje.
Eu estava na igreja, ouvindo um coral cantar Eu sei que vou te amar, do Tom Jobim.
E comecei a chorar pensando que sempre o amaria.
Quando eu levantei para ir ao banheiro secar minhas lágrimas (acreditem, eram muitas) com quem eu dou de cara?
Com ele.
E ele pergunta se estou bem e coisas assim...
Choro mais, óbvio..
Bom, depois disso, quando estava na frente do colégio em que eu ainda estudava o via passando de carro as vezes, mas acho que ele não me via..
E assim se passaram mais 07 anos, até 2005, quando o reencontrei, por acaso, lógico...
Mas isso eu conto em outro post...
Beijos

Rá!
Freda, é pra vc, querida!!!! Matou a curiosidade?
beijos

6 comentários:

Milena disse...

Aiiiii que bonito Chicones! Emoção!
ADORO o Victor!
E o Renatinho se fudeu! hahahahah
beijoooooooo

Anônimo disse...

que história linda e meiga sabe que vc me fez lembrar do meu primeiro amor...eu tinha 15 ele 23, saimos algumas vezes .. ele me achava criança e eu acho que era mesmo...ficamos nesta acho que uns 4 anos mesmo qdo namorava aceitava ficar com ele...sabe né coisas de menina a toa de 18 anos... kkk...porém hj eu com 28 anos e sem ve-lo a mais de 5, fui ao Fran's no sábado a noite com o noivo e na hora de ir embora com quem eu dou de cara .... com ele mesmo, não consegui dizer uma palavra, apenas dizer... quero ir embora... e acredite eu corri dele.. foi a coisa mais hilária que eu ja fiz...rsrsrsnossa fui pra casa com o noivo, mais ele ficou no apensamento o final de semana inteiro... foi cruel pra mim..descobri que ainda não digeri o passado depois de tanto tempo, talvez porque ele me esnobou demais e meu senso de vingança ainda pulsa kkk... sei que vou encontra-lo, ainda lemnro do nome completo e esta semana ja comecei uma caçada... eu tbm trabalho em uma instituição financeira e vc sabe como é né,.. me de um nome e eu descubro tudo vc...bom falei demais mais é que sua historia me fez pensar da minha... beijo querida.. acho se blog um máximo

Elaine ( com apaixonite aguda cronica )

disse...

Olly, e vídeo? Tenho uma amiga que casa em 2 meses e ainda não achou alguém legal...
Vc tem mais dicas?

Beijo grande!

Freda disse...

Q história showwww!!! Amei amei demais, é uma história de conto de fadas, uma história muito legal, mas ainda estou esperando o resto, o segundo capítulo viu, matou só metade da curiosidade, rsrsrs
To loka pra saber como foi q vcs decicidiram casa, etc...
beijosss querida e muuito obrigada pelo post.
Fre
www.vidapassadaalimpo.blogger.com.br

Renata disse...

Ai que lindooooooooo! To amando e doida pra saber o resto!
Azar do Renatinho que perdeu esse mulherão e sorte do Victor que voltou pra vc!
beijos

disse...

Olly, conta mais!!!