Total de visualizações de página

terça-feira, 10 de junho de 2008

Eu tava a tôa na vida....

Daí que eu tava vindo hoje de manhã para o banco e de repente, enquanto me maquiava no carro ( sim, eu faço todo meu ritual de beleza, exceto minha higiene pessoal, no carro), me achei apagadinha...
Sabe assim, apagadinha?
Aquele batom cor de mate, pózinho, lápis marrom e rímel?
Entendeu?
Bom, daí que eu sou brilhante e tive a também brilhante idéia de parar na Onofre e comprar, tipo assim, um batom vermelho.
Ísso porque eu havia lido sobre os tons de vermelho na revista Nova ( aquela da mulher moderna e bem informada e do homem sexualmente satisfeito), e tinha ficado na dúvida, pois os tons eram divididos pelas faixas etárias em décadas. E fiquei por uns instantes na dúvida se eu, que já estou quase com 26 anos já estou mais perto dos 30 ou deveria comprar um tom apropriado para os 20 anos...
Daí que tom apropriado é o caralho e eu optei por um tom mais vivo sabe?
Enfim, parei meu carro na JK e adentrei a farmácia.
Comprei o batom.
Choveu prosecco depois que eu o passei.
Violinos soaram.
Os pássaros cantaram mais alto.
Os carros até me deram passagem ( coisa que geralmente não acontece).
Foi um escândalo.
E para os curiosos, o batom é da L"oreal e se chama 710 Penélope Rouge!
Rá.
Sou outra pessoa. Juro.
Bom dia!!!!!!!!!!!!!!

3 comentários:

Renata disse...

É isso que os homens não entendem na gente...nós ficamos felizes com as menores coisinhas, né??
beijocas e bom dia procê!!

Bruneca® disse...

Siam... batom vermelho?
Nem tenho coragem!
Acho q fica too much!!!
Quero ver.
Tira foto!

Ice Ice Baby disse...

o poder das fêmeas ataca novamente!

bjs chuchu