Total de visualizações de página

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Ah meus pensamentos muito doidos... e a contra mão do mundo.






Gostaram das fotinhos?
Tao auspiciosas!!
Me pego pensando as vezes, olhando minha trajetoria de vida, nossa quanta profundidade, "trajetoria de vida" Ra, que eu estou num momento muito feliz.
Vejamos.
Eu vivo na contra mão do mundo.
Sabem o que é isso?
Sabem o quanto é difícil ser " eu"?
Fiquei sabendo que semana passada, enquanto eu flanava pelas ruas de RJ, com uma felicidade indígena, minha família, composta por meu pai, minha mãe e minha irmã almoçavam e discutiam sobre a minha vida pessoal.
Fiquei sabendo também, que Amanda, com o intuito de perturbar Reynaldo (só pode ter sido este o intuito, dado que as informações que contarei a seguir, não devem ter contribuido para a tranquilidade e sanidade de Reynaldo)fez a seguinte afirmação ao Reynaldo, meu pai:

--- Não sei, sinceramente, como a Bruna, uma pessoa magra como um pirulito ( depois discutiremos o que ela quis dizser com isso) consegue ser sexy e ter tantos homens atrás dela.

Vejam vocês o teor da afirmação.
Não escrevo em absoluto para me vangloriar disso, até porque , cada um no seu quadrado e não tenho a menos pretensão de bancar a gostosa, uma vez que como disse minha mãe, sou magra como um pirulito.
vamos analisar em primeiro lugar o que seria uma pessoa "magra como um pirulito".
è de conhecimento geral, que todo bom pirulito é redondo, então realmente não entendi a analogia.
Será que sou magra como o palito de um pirulito?
Será que sou magra como um pírulito já no final, chupadinho?
Não entendo.
Não consigo entender a analogia, e realmente, não me acho parecida com um pirulito.
De qualquer maneira, pelo que entendi, Reynaldo ficou meio trololó, porque bastou eu chegar do Rio de Janeiro para Reynaldo me indagar: Mas me diga, quantos homens estão atrás de você?
E eu, meio atônita e cara de pau disse: Uma quantidade razoável, tem mais homens atrás de mim do que da Madre Teresa, e com certeza menos homens do que atras de Madonna, a idola.
Ele riu.
hahahahahaha
E eu , toda faceira: Sou gatinha paiê! Obrigada por me fazer assim! hahahahaha
Mas tirando as piadas de lado, e para que não soe arrogante, porque isso é at all do meu feitio, o que eu acho que acontece é o seguinte, minha mãe acha que eu sou magra demais, e como já tive anorexia, acho que rola todo um medo de que eu tenha o disturbio alimentar de novo, o que não está acontecendo.
E entyão, como não sou " gostosa, carnuda" como muitas mulheres, peitão, coxão, bundão, cabelão, bocão... esse clichê que conhecemos, ela acha um pouco esquisito que realçmente eu faça esse sucesso, que pra ela é incomum, já que não sou este esteriótipo de mulher gostosona, perigueti, produzidaça... Sei lá, deve ser isso.
Porque eu sou assim, eu sou magra mas um magra normal eu acho, mas sou proporcional. Tenho seios pequenos, coxas normais, um bumbum bacana e pronto.
Não acho que sou um mulherão.
Mas me acho bonita.
E como eu não me visto para matar, raramente faço isso, no geral to de batas, camisetas podrinhas que deixam os ombros a mostra, sou mais desencanada, e estou quase sempre com coques que me renderam o apelido de Pedrita, Rainha Victoria e blá blá blá, minha mãe estranha.
Só pode ser isso.
Mas por outro lado, eu acho que cada um tem seu público, oras.
Eu, por outro lado, sou charmosa, sou legal pra caralho, tenho um senso de humor ácido e sarcástico, sou palhaça, sou falante, sou animada, e não sou uma mulher mimimi.
Eu sou eu.
Foda-se o que pensam.
Eu me aceito, me amo, e mudaria poucas coisas em mim.
Então acho que acabo fazendo sucesso por isso.
Só por isso.
Porque eu sou bacana, ué.
As meninas que me conhecem aqui do blog sabem disso. Eu sou legal. E vai ver os homens preferem mulheres menos gostosonas e mais legais, oras.
Vai saber.
O mundo é muito estranho...
O fato é que, graças a Deus, nunca me faltaram opções, nem sempre fui correspondida, nem sempre deu tudo super certo na minha vida amorosa, nem sempre consegui namorar os homens que eu quis e eles não quiseram,eu tive as mesmas frustrações amorosas que a maioria das mulheres de verdade, não fakes, mas analisando o lado geral, porra, no geral, não passei vontade não. Sai com quase todos os homens que paquerei.
Fui a maior beijoqueira do mundo na adolescência.
Na vida adulta isso não mudou, sempre achei homens interessantes e interessados para me relacionar, beijei muito, gandaiei muito, namorei os homens mais queridos do mundo, e presto aqui minha homenagem a eles, porque namorado é coisa boa, e merecem minha dedicação, Victor, Dayan, Luiz Carlos, Samuel, Victor de novo e lindo que me ama.
Os melhores namorados, cada um na sua época.
Casei, fui feliz, amada, depois me separei, namorei o lindo, praticamente moramos juntos, depois nos separamos, e estou solteira há 8 meses mais ou menos.
Eu e lindo terminamos em junho, com exceção das recaídas, comecei a me relacionar com Bangu pór seis meses quase, e agora, que estamos separados, começo a entender Bangu.
Começo a entender porque sinceramente eu acho que estou no mesmo momento de Bangu.
Mas enfim, porque eu to falando disso?
Ah sim.
Tudo isso para dizer que estou num momento muito bom da minha vida agora, o sofrimento mais doído já passou, com o lindo, eu sempre vou amar o lindo,pra sempreeeeeeee, assim como vou amar o Victor, pra sempre, cada um a sua maneira.
Foram homens que amei muito, então não poderia ser diferente.
Eh logico que amei Samuel demais também, mas era outro amor. Era outro amor. Era um amor jovem. Já com lindo foi um amor louco, o maior amor da minha vida eu acho, e digo acho porque né? Minha vida não acabou, então... E o Vic, bom, Vic foi meu marido né?
Não tem como não amá-lo.
Já disse que me casaria de novo, não me arrependo.
Mas voltando ao que assimilei com Bangu.
Bangu não quis compromisso e não porque era eu.
Porque ser livre é bom.
Ser livre eh bom demais.
Te entendo Bangu.
Te entendo, porque como é que depois de um casamento né bangu? Como depois de um casamento e sem ter se envolvido seriamente com ngm depois disso, ( ao contrario de mim, que vive com lindo, e estaria com ele untill now, como já sabemos, uma vez que não foi uma opção minha, o que já sabemos tbm), como é Bangu, que a gente se acostuma a ligar para oputra pessoa só para dizer: Olha, to indo pra tal lugar, te ligo, ou seja lá o que for?
Porque isso soa como satisfação né Bangu?
E quem quer dar satisfação?
Eu, pela primeira vez na vida, e porque sempre fui namoradeira, sempre tive relacionamentos serios, me pego tendo a mesma sensação.
Por isso que eu digo Bangu.
É a contra mão do mundo.
Eu casei quando as pessoas estavam solteiras, eu me separei quando as pessoas estavam casando, eu estou solteira e as pessoas não.
Assim, logico que há pessoas solteiras, mas vejamos meu circulo de amigas... É lote namorando.
Lote casadas.
Lote sofrendo de amor.
E eu?
Eu to aqui.
Magra como um pirulito, fazendo o que me dá na telha, sem ter que dar satisfações a ninguém...
Vai vendo.
E penso eu, como eu vou me acostumar a isso?
Conversando com Amanda, disse a ela: Mãe, este ano farei 30 anos, eu já casei, já divorciei, será que eu preciso mesmo namorar agora?
Não é melhor eu esperar me apaixonar por alguém quando isso acontecer, e daí eu vejo se a pessoa tbm está apaixonada e daí, bom daí eu vejo o que eu faço?
Logico que tem todo o lado de " eu querto ser mãe", e né? Para isso preciso de um namorido, uma relação bacana onde eu queira ter filhos, mas tbm, cá pra nós, disse a ela e ao meu gineco, olha só Dr Octavio, se eu não arrumar ngm decente com o qual eu queira procriar e ter uma vida até os 32, ou seja daqui quase 3 anos, bom, daí eu congelo meus óvulos.
Rá.
Então to achando que é isso.
Não vale a pena Bangu, a gente se envolver e perder essa liberdade, porque o pacote não é só alegria, e vem toda uma encheção de saco né?
Eu sei.
Então, eu gostaria de agradecer ao Bangu, que é um querido e que me ensinou essa preciosa lição.
Ser livre não tem preço.
E também tem aquele lado né?
O lado de que, com o passar do tempo, a gente perder essa ilusão de se apaixonar tão fácil como antes.
A gente fica mais dura.
A gente deixa de sre vira lata né? Que qualquer carinho na barriga e a gente já tá lá, toda babona.
E só fica o pior do vira lata.
A gente acaba não prestando muito.
Talvez essa não seja a palavra.
A palavra talvez seja, a gente não se apega mais tanto, mas acaba pegando muito.
E normal.
Se voce não quer compromisso, vai levando.
Vai conhecendo.
Vai se divertindo.
E nem tudo tem relação com homens.
Embora eu os adore.
Eu posso viajar sem ter que avisar ngm com exceção dos meus genitores, posso sair, posso fazer o que eu quiser.
Sabe o que é isso?
Não tenho ngm sério.
E não to aberta a ter.
Acho que preciso desse tempo para mim.
Foi tão duro 2011.
Eu sofri tanto.
Meu novo concunhado,imão de meu cunhado, fofo que é, e vagabundooooo, me disse ontem que seu manuial de ralacionamento inclui o capítulo: Sentimentos e Cobranca não! hahahaha
Não é genial?
Até acho que sentimentos ok, ngm consegue não ter sentimentos com quem se relaciona.
O duro é a cobrança.
E de cobrança, na boa, já basta minha fatura do Amex!
Eu nem sei porque escrevi tudo isso.
Na verdade eu sei.
É porque hoje é domingo, e eu to em casa, com uma dor de garganta do mal, depois da esbórnia de ontem, jogo do verdão e niver...
E domingo é dia de pensar.
E to começando a achar que ta bom desse jeito.
E eu me conheço.
Eu me conheço.
Eu não tenho que estar completamente apaixonada para me envolver numa relação onde se ganha muito mas se perde também.
E a última vez que me senti assim foi com lindo.
E hoje, hoje eu to muito apaixonada.
Por mim.
Eu to vivendo um caso de amor.
Comigo.
To num momento egoísta.
Eu. Eu. Eu.
E semana que vem, essa agora, tem carnaval.
E carnaval é vida.
Faz anos que não passo um carnaval solteira.
Acho que o ultimo, solteira pra valer, foi numa época feliz da minha vida também, em àguas de Lindoia, e eu tinha 18 anos, e foi tudooo.
Logico, que hoje não tenho mais 18 anos néam, mas quer saber?
To muito melhor do que aos 18.
To quase balzaca, to mais madura e sei de muitas coisas libertadoras!
Não tenho mais minhas neuroses de adolescente.
E não troco por nada meus 29 anos.
E sempre me lembro de Fabio JR, que ja cantava: Nem por voce, nem por ninguém, eu me desfaço dos meus planos, quero saber bem mais que os meus 20 e poucos anos...
Então é isso putada.
quero ficar solteira, quero me curar, quero aproveitar, quero enjoar dessa vida.
Quando eu enjoar, bom, quando eu enjoar, daí eu vejo o que eu faço.
E se tiver passado o timming?
Bom, talvez passe.
E se passar e eu ficar sozinha?
Bom, como diz larissa, Bruna, vc nunca ficou sozinha querida.
Não será agora.
Isso é verdade.
Mas vai que a safra seca né?
Bom, se a safra secar, e eu não tenho como prever isso, paciência.
Tomei o risco.
Como economista, prefiro me arriscar.
Acho que sinceramente sem riscos, não há rendimentos, lei dos investimentos.
A poupança é mais tranquila, risco praticamente zero ( com exceção do Plano Collor)mas o rendimento é ínfimo.
Se quer o prêmio maior, infelizamnete é mais agressivo, o risco é bem maior.
Tomei o risco.
O que vai ser?
Não sei.
Você sabe, mãe?
Vocês sabem?
Não.
Ninguém sabe.
Então, vamos lá, mergulho no escuro e pago pra ver.
Na pior das hipóteses fico "divorciadona" ao invés de " solteirona", rica, porque afinal me dedicarei a minha carreira, cheia de sapatos belíssimos, coisas muito rychas e com gatos e cachorros! Rá.
Não é o que eu desejo.
De verdade.
Eu não sou hipócrita e quero sim me casar ou morar junto, sei lá, de novo, ter um filho, ser feliz nesse esquema.
Mas por enquanto eu não quero.
Mais dois anos vai... pelo menos..
E então ficarei aqui.
Nessa vida. Por enquanto.
Até que a próxima surpresa chegue na minha vida.
E vamos lá...
Putada, eu sei que vocês me apoiam, não apoiam?
Então é isso.
Mais um post malucao, onde eu falo, falo, falo e vocês tem cada vez mais certeza de que sou débil...
Aliás, só para terminar, deixa eu contar o que aconteceu de muito engraçado hoje. Fomos almoçar, meus pais, eu, Lari e meu cunhado amado, e no caminho, eu no carro com Amanda e Reynaldo, Amanda comenta com meu pai:

Sabe Reynaldo, ontem eu vi um programa sobre o Lupicinio Rodrigues e blá blá blá... Logico que ele está um senhor, mas ele cantava tão bem né? E eh tao bonito....
Ao que meu pai responde: Quem está um senhor?
E ela: O Lupicinio Rodrigues.
E meu pai: Como um senhor? Ele morreu em 75! hahahahahahahahahahaha
E minha Amanda: Mas então era uma gravação?
E meu pai: Provavelmente, não acho que tiraram ele do túmulo para gravar o programa.

hahahaha, me ufano de minha família.
Gente tão maluca quanto eu.
Quem não tem juizo não perde putada.
E vcs vão adorar minhas aventuras, não vão?
Aposto que vão!
Pessoal, é isso.
Fiquem com Deus.
Eu não quis em absoluto desmerecer os relacionamentos hein?: Antes que venha uma recalcada qualquer me enher a porra do saco dizendo que sopu vazia, que não sou de Deus, essas coissa que gente neurótica e invejosa diz.
E por favor comentem, tão paradinhas demais, e se eu for no Jo, não digo o nome de vocês hein?
Rá!
beijos putadaaaaaaaaaaaaaaaa

14 comentários:

Bruna Dantas disse...

Siam.... posso falar?
Vc é foda.
E tirando a parte do magra...e amar Carnaval... eu poderia ter escrito esse post.
Como tantos outros.
Love.

Snow White disse...

Posso falar também?
você é duplamente foda!
adoro seus posts
são leves e desencanados!
e de uma forma meio ácida e super cômica remetem ao nosso cotidiano!
vc consegue descrever com palavras o que parece não ter descrição!!! rs

Quero te ver no JÔ!!!!

Renata disse...

Vc é demais! Vc é gata sim e tem um astral delicioso.
saudades de vc!
beijos

Simone Camargo disse...

Gosto de pessoas com raciocínio rápido, inteligente e, principalmente, coerentes. Seus posts são uma mistura da minha adolescência e juventude. Hoje,aos 43 anos, estou beeeem mais calma. E feliz! Te parafraseando, feliz comigo mesma, me amando cada vez mais. Eu, eu, eu! kkk Seja feliz Bruna!!!

..Mônica.. disse...

ai Bruna, tive que ler o post em dois dias, hahaa, mas adorei, meeesmo, as vezes sinto que te conheço tão bem, rs.
tá certinha, relacionamentos são tão complicados, aproveite sua vida, até o dia que se apaixonar perdidamente por alguém...
Beijos.

Salutem Massoterapia e Estética disse...

Isso mesmo garota, ficar sozinha de vez em qd é muito bom, delícia pura. Não ter ninguém te enchendo a porra do saco com ciuminhos sem cabimento e tal. Já passei umas duas vezes por essa experiência e gostei. Claro que tem uma hora que começa a enjoar tb. Mas se como vc disse, sempre tem homens interessantes por perto, óteeemo.
Curta esse tempo, se ame cada vez mais e qd chegar a hora certa de mudar o curso da história meu bem, certamente vc vai sentir, sabe, tipo sexto sentido.
Adoro seus posts, me acabo de rir, fico parecendo uma louca.
Bjus!

Su Noschang disse...

Isso mesmo garota, ficar sozinha de vez em qd é muito bom, delícia pura. Não ter ninguém te enchendo a porra do saco com ciuminhos sem cabimento e tal. Já passei umas duas vezes por essa experiência e gostei. Claro que tem uma hora que começa a enjoar tb. Mas se como vc disse, sempre tem homens interessantes por perto, óteeemo.
Curta esse tempo, se ame cada vez mais e qd chegar a hora certa de mudar o curso da história meu bem, certamente vc vai sentir, sabe, tipo sexto sentido.
Adoro seus posts, me acabo de rir, fico parecendo uma louca.
Bjus!

Sabrina disse...

Lindo o novo layout! O laranja êh muito mais alegre, combinou perfeitamente com a sua fase atual, colorida! Isso aí, aproveite muito esta fase solteira, se divertindo horrores, assim quando o amor chegar terá boas lembranças e a certeza de que realmente aproveitou a vida. Bjs!!!

Déia disse...

BRUNA, FUI CASADA 28 ANOS E ME SEPAREI A DOIS MESES. SOU TAXADA DE DOIDA, DE JOGAR UMA VIDA A DOIS FORA, DE QUERER SER ADOLESCENTE AOS 50 ANOS, DE SER SONHADORA, ETC. POUCOS ME APOIARAM E RECONHECERAM MEU ATO DE CORAGEM. MAS QUER SABER, NUNCA SENTI TAMANHA LIBERDADE PRA SER "EU MESMA", E ASSIM COMO VC, POR ENQUANTO, VOU LEVAR A VIDA LIVRE, LEVA E SOLTA...SEM SATISFAÇÕES A DAR A NINGUEM! FALEM MAL OU FALEM BEM,FALEM DE MIM...PORQUE NÃO TÔ NEM AI! BJ
ANDRÉA A.

Eula disse...

Acho um barato as coisas que vc escreve! Não te conheço mas concordo com você: você deve ser mesmo muito legal, alegre e de bem com a vida. Achei a idéia de congelar os óvulos muito boa e, que saber? mesmo se não achar a pessoa certa não desista do sonho de ser mãe. Ter um filho é muiiito bom! Só se conhecesse o verdadeiro amor depois que nos tornamos mães!
bj

Eula disse...

Adoro as coisas que você escreve! Mesmo não te conhecendo pessoalmente dá pra perceber que você é realmente, feliz, desencanada e legal. Não me admira que tenha tantos fãs. Achei a idéia do congelamento dos óvulos muito legal. Ser mãe é tudo de bom.

bj

Eula disse...

Acho um barato as coisas que vc escreve! Não te conheço mas concordo com você: você deve ser mesmo muito legal, alegre e de bem com a vida. Achei a idéia de congelar os óvulos muito boa e, que saber? mesmo se não achar a pessoa certa não desista do sonho de ser mãe. Ter um filho é muiiito bom! Só se conhecesse o verdadeiro amor depois que nos tornamos mães!
bj

uma hora vai disse...

Bru! Saudades de vc! E eu que te conheci um pouquinho estou contigo gata! Vc é foda (no bom sentido haha) mesmo. A vida é feita de momentos e todos podem ser excelentes. Beijo grande.

Terapia Coletiva disse...

Isso aí, mocinha, quem tem um sonho não dança! Vai vivendo, curtindo, sendo feliz do seu jeito!