Total de visualizações de página

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Das maldades humanas e das coisas que eu detesto!

Hoje fiquei meio em choque com uma campanha que vi uma amiga meio que combatendo no facebook.

Trata-se de uma campanha em que alguém imbecil coloca uma foto da Família do Justus, incluindo a bebezinha, e escrevem: A cegonha está demitida!

Vem cá, isso é sério?

É uma “ brincadeira” mesmo? As pessoas que compartilharam e porventura riram, acharam graça nisso?

Será mesmo que estamos tão no fundo do poço, tão sem esperanças para a humanidade, que uma síndrome, uma deficiência, um defeito, uma  raça diferente, um problema social, um credo diferente, viram motivos pra piada?

É  sério mesmo?

Porque sinceramente, se for, fico feliz por não ter procriado. Como criar alguém com bons valores, boa índole, alguém do bem, no meio dessa escória?

Eu tolero piadas.

Eu sou uma piadista de marca maior.

Mas eu brinco com piadas.

Eu brinco com futebol, eu brinco com meus amigos, eu brinco com os meus problemas, eu brinco com a minha falta de aptidão para algumas coisas, eu brinco quando alguém se leva muito a sério.

Eu brinco.

Mas vem cá, com uma nenê que nasceu com uma síndrome e que a faz menos bonita na visão de algumas pessoas?

Dane-se.

Pra mim, a nenê já é mais bonita na largada do que esse bando de merda que está tirando sarro dela.

Vou rir de uma pessoa que perdeu a perna num acidente? Que manca desde pequeno?

Que sei lá, sofreu um acidente e ficou paralítico?

Que é surdo?

Que é mudo?

Que é anão?

Que é gay?

Que é islâmico?

Que é astronauta?

Que é diferente de mim por alguma razão??? Seja uma coisa relacionada a saúde, seja a cor que Deus escolheu pra essa pessoa, seja a opção sexual que essa pessoa escolheu pra si... Eu vou tirar sarro?

A gente não sabe lidar com os diferentes? A gente não sabe respeitar os outros?

Eu vou lançar uma campanha na internet, me esconder no anonimato para agredir, ofender, magoar alguém?

Podre é uma palavra que cabe.

E eu escrevi no meu face, que se eu vir, por acaso, essa campanha sendo compartilhada no face de algum dos meus contatos, olha, eu excluo na hora, porque Deus me livre de ter gente assim perto de mim...

Gente do mal. Gente ruim. Gente que é covarde e podre por dentro.

E na boa, no ano 2011 quase 2012, nenhum tipo de preconceito é mais aceitável.

Nenhum.

E tenho dito.

Bando de escrotos.

Detesto isso com todas as minhas forças.

Detesto que sai em bandos e tira sarro dos outros. Assédio moral, agride, afronta, machuca os outros por prazer.

Detesto gente sem caráter.

Eu não sou perfeita.

Muito pelo contrário.

Eu tenho mil defeitos.

Mas a maldade não está entre eles.

Detesto gente que é dissimulada.

Detesto gente que não assume suas responsabilidades.

Detesto gente que engana.

Detesto gente que ilude.

Prefiro 500 vezes a sinceridade que machuca do que a mentira a conta gotas que dilacera.

Detesto gente que se acha acima de tudo.

Detesto gente que humilha os outros.

Detesto gente que magoa os outros deliberadamente.

Detesto gente invejosa.

Detesto inveja.

Detesto gente do mal.

Eu ia escrever um monte de coisas legais sobre o fds, mas esse facebook me azedou.

Gente escrota de merda.

E detesto gente que escreve comentários imbecis pra mim, como se eu tbm não tivesse passado por alguns problemas sabe?

Como se minha vida fosse cor de rosa!

Vão se fuder.

Eu nunca escondi minhas derrotas de ninguém.

Só que eu prefiro ver o lado bom das coisas.

Por isso não publico.

Gente imbecil.

Pobre, vazia, miúda.

Deve ser o mesmo tipo de gente que dissemina uma campanha escrota fazendo piada com uma nenê.

Não faço questão de tê-los por perto e não faço questão nenhuma que gente desse nível leia as coisas que eu escrevo.

Porque eu sou do bem, e só quero ter leitores do bem.

Mas eu sou uma sonhadora, e ainda acho que o mundo tem conserto...

Será?

 

 

 

 

 

 

 

7 comentários:

Renata disse...

Bruninha, eu sempre leio e pouco comento. Vi você e a Elise falando sobre isso e fiquei "feliz" por não ter visto essa campanha publicada por nenhum dos meus amigos ou conhecidos do fb. Como vc disse, podre define muitíssimo bem e eu tb não quero esse tipo de gente por perto.
Escroto demais!
beijoca, lindona!

Marcia disse...

Nunca comento mas hoje tenho que concordar plenamente contigo!!
vc falou e disse!!!
Assinamos embaixo!
Leitoras do bem!!
bjos

***San*** disse...

Nossa fiquei chocada qdo vi seu comentário no face e agora o seu desabafo...infelizmente o preconceito existe e é mto cruel na maioria das vezes,principalmente qdo se fala em crianças!!!! tenho uma filha e jamais aceitaria um idiota opinando sobre algo que nem ele tem noção!!! Mas agora vamos falar de coisas legais.ADOREI,agora sou sua amiga virtual,hehe,bjus*
***San***

C. disse...

O mundo tem conserto sim, mas só pq existem pessoas como vc. Pessoas sinceras e livres de maldade. Pra mim, gente q ri das diferenças dos outros está no mesmo patamar que assassinos...a diferença é que atiram suas maldades de uma maneira "engraçadinha".

Bjs.

Blog da Terry disse...

Bruna, concordo totalmente com vc!!
Raramente comento, mas essa foi demais.
Sobre o caso dos Justus e sobre vc também, super te apoio.
Acho lindo vc rir dos proprios problemas e tentar tocar a vida da melhor maneira escrevendo sobre as coisas boas sim.
Vamos escrever sobre o que é cor de rosa sim!!! O mundo ja tem muita coisa chata pra gente ficar só ressaltando o que é ruim.
Parabéns pela pessoa que vc é!!!
Bjosss
Terry Kelly

Sabrina disse...

Apoiado, e muita crueldade fazer isso com uma nene, um anjinho indefeso. As pessoas tem muita maldade no coração, odeio esse tipo de piada. Parabéns pela atitude!

Flavinha disse...

Concordo com vc Bruna.Podre é pouco demais prá definir esse tipo de gente ruim. Bjs