Total de visualizações de página

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

E vc?

Por onde começar?
Bom, ontem foi dia daquela reunião que participo com alguns amigos queridos a cada 15 dias sobre religião.
Ontem demos muita risada, jantamos conversando e depois fomos assistir a uma palestra em DVD de uma das reuniões do Summit 2007.
Summit é um encontro para quem quiser participar com igrejas batistas do mundo inteiro. Este ano, será em Málaga.
Anyway, a palestra assistida consistia numa entrevista com o cineasta Richard Curtis.
Richard Curtis para quem não o conhece é responsável pelos roteiros dos filmes: Quatro casamentos e um funeral, Um lugar chamado Nothing Hill, Brigitte Jhones, a criação do Mr Bean entre outros.
Eu já achava o cara o máximo porque sou fã destes filmes, principalmente do Nothing Hill e do Mr Bean que eu acho genial.
Enfim, não posso perder o foco.
A entrevista do cara é super longa, incrível mesmo. Um super astral, inteligente e tal.
O cara é britânico.
O ponto alto da entrevista é quando ele comenta que criou uma campanha chamada Red Nose, que acontece uma vez por ano na Inglaterra, e a venda dos narizes vermelhos que custam 1 libra são revertidos em doações para a fome na Africa.
Nem sei dizer com exatidão qual o montate arrecadado, mas foi um absurdo. E todos os anos eles fazem a campanha, que também tem um projeto que chama Comic Relief!!!! Vários comediantes do mundo todo se unem num programa, fazem comédia e arrecadam dinheiro para minimizarem a tragédia destas pessoas...
Tipo um Criança Esperança.... Mas bem mais elaborado e com maior grau de abrangência ( sem desmerecer o trabalho do Criança Esperança, que eu particularmente acho bárbaro).
Bom, no final da entrevista do cara, eu já estava aos prantos, e a pergunta que fica é: Se um cara que apesar de crer na existência de Deus não tem muita convicção de sua crença religiosa faz tudo isso, convoca pessoas, liga para amigos influentes, chama o povo a participar, dá a cara a tapa, se preocupa, perde o sono, se emociona, se mexe por uma causa que nos dá arrpeios, porque nós, e eu estou me referindo a mim mesma, cristã, que tem plena convicção do que Jesus quer de mim, do que Deus espera que eu faça, não faço nada?
Por quê?
E o que vc está fazendo?
A Africa realmente é longe.
Mas isto acontece na nossa porta. No farol. A Africa é aqui.
Não pretendo catequizar ngm com isso... A bíblia com a missão de cada um, com os ensinamentos de Jesus está aí, ao alcance de todos.
Estou falando por mim. Para mim. Por meus marido. Pela minha igreja.
Não me refiro a esmola. Me refiro a projetos que acabem de uma vez com o problema.
Com a Fome.
Porque como bem disse Curtis na entrevista: os pais destas crianças africanas os amam como os nossos pais nos amam. O amor é igual.
E a fome deve doer.
E eu tenho coisas demais. Se vendesse metade do meu guarda roupa, umas duas bolsas importadas se revertessem em dinherio, dá bastante.
Mas não pretendo fazer voto de pobreza. O dinheiro não é pecado. A ambição também não. Isto não é errado.
Mas fechar os olhos para os pobres sim é...
O problema não é só do governo.
O problema é nosso.
É meu, é seu, e do nosso vizinho.
Não sou comunista. Sou capitalista. Mas não necessariamente selvagem...
Há de doer no coração estas tragédias.
Há de nos comover para nos mexermos.
Nem que seja de uma maneira pequena.
Fiquei pensando.
Fiquei triste...
Eu quero mudar.
Eu quero fazer alguma coisa, nem que seja mínima.
Pronto falei.

6 comentários:

Anônimo disse...

" Não importa que eu seja uma gota, o importante é que eu faça parte do oceano"
A sua concientização, já a torna especial, porque há maioria so olha pra si mesmo...não consegue enxergar quem esta do lado, exatamente como vc falou, aquela criança , como nos que esta ali no farol, no meio da pobreza, ele não pediu para estar ali, ele não sabe o que é o motorista levar a escola ou até mesmo sua mãe, comida farta na mesa, uma boa educação, saúde, nos precisamos do minimo, que é saude, educação ,respeito ao proximo e Amor no coração, porque quando se tem AMOR nos olhamos o outro como um espelho de nos mesmo...

Temos que fazer alguma coisa...se tiver uma ideia ... me avise estou dentro

Um beijo Bom pra ti

Elaine

Aline - BA disse...

Oi Olly, como sempre, vc consegue falar tudo o que eu penso. Principalmente como cristã, penso que precisamos mesmo ter mais esse tipo de atitude, mas a verdade é que n sei bem por onde começar...

Daniely Novo Kamaroff disse...

Olha, eu sou madrinha de uma creche que mistura crianças bem pobrinhas e crianças órfãs! Em tudo que é data festiva, além de organizarmos uma comemoração, eu saio que nem irmão pedro pedindo tudo para os outros, e me dá muito prazer ver aquela carinha remelenta dos meus 150 "filhos" quando recebem alguma coisa...
Tem sempre alguem precisando né?
Bjks

Renata R. disse...

Linda, existem muuuuuuuitos sites sobre voluntariado. Bora entrar num agora?

:***

Ana Barros disse...

quero ver a sua foto com o Red Nose !!!

Anônimo disse...

olá....somente hoje que vi seu recado para mim....
meu e-mail é poliane_beccaro@yahoo.com.br
tente entrar em contato novamente....ai te explico o "mal entendido" obrigada.....