Total de visualizações de página

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Como é dura a decisão!!!!

Eu tenho uma cachorra ! Ela se chama Layka.
é uma akita bege fofa, meiga, serena, dócil, inteligente e nada reclamona.
Acontece que a Layka está bem senil. Tem 17 anos, acreditem se quiserem!
A Layka faz uns anos já tem artirte nas patas traseiras. Se movimentava como uma idosa faz algum tempo. Mas comia e bebia água com uma voracidade nunca antes vista.
Ela é muito muito boazibnha, e nada, nada do que eu fale dela vai expressar o tanto que ela é tudo de bom na realidade....
Eis que a laykinha quebrou a pata da frente. e não a mãozinha, mas o que equivale a clavícula humana...
Ela não se levanta mais, pois já não se levantava tão bem, precisando de ajuda muitas vezes, mas agora coitada, como fazer?
O fato é que há uma semana ela só fica deitada, se alimentando apenas se eu colocar o prato perto dela, coisa que faço de bom grado.
Está medicada. Acredito que sem dor, pois ela não reclama. Não chora. Não uiva. Não deixa de comer. Não faz manha...
Mas deitada. O dia todo. Sem poder levantar para fazer suas necessidades, faz nela mesma.
estou começando a cogitar a possibilidade de deixá-la partir... Mas meu apego é muito grande.
Tenho medo. Estou arrasada,só choro e não chego a nenhuma conclusão.
Operar? Não sei se o pós operatório seria bom...
Não pelo $$, isto sinceramente eu caguei, mas por ela sabe...
O fato dela não se "queixar" não implica que ela não esteja se sentindo loser... ou esteja com dor.
Ela está meio sem dignidade como bem apontou meu husband...
Mas o que fazer?
Amanhã mando ela ir pro banho, só para ela ter um poucvo de conforto, porque acho que depois de um banho todos nos sentimos melhor... Há a possibilidade de me despedir dela hj a noite e amanhã, e depois do banho ela não voltar....
Tô com medo de que ela entenda sabe? Td bem pode parecer bizarro, mas eu tenho medo de que ela se sinta traída....
O que eu faço, pelo amor de Deus?
O Victor viajando por uma semana, a cachorra lá, deitada todos os dias no chão, se sujando sozinha...
E ela é amada!!! Tão amada!!! Faria de tudo para que ela vivesse mais... mas só se for bom pra ela...
Como saber qual a hora certa pra eutanásia se ela ainda se alimenta bem?
Tô perdida!!!!

Alguma sugestão?

9 comentários:

Ice Ice Baby disse...

ai deus...eu vou chorar no meio do trabalho lendo isso...

olha, eu te entendo demais, meu gato tem 10 anos e isso já é considerado idoso (eu acho), e eu sempre me pego pensando o q será de mim sem ele...só penso q eu voui ficar uma semana trancada no quarto chorando e por isso ainda vou acabar perdendo meu trabalho! Pq assim como vc disse...qd o assutno é o nosso pet, a gente manda um "caguei" pra qq outra coisa nesse universo, eu sei! E apóio!

A primeira vista eu sou contra eutanásia...mas como cada caso é um caso...sei lá..é uma decissão só sua e da Layka...olha bem nos olhinhos dela...espera ela te "dizer" alguma coisa...espera um sinal dela...e enquanto isso reza bastante antes de dormir pedindo uma "luz" durante o sono..um sonho que te ajude a tomar a decisão certa com o coração "tranquilo". Q tal?

Fica bem chuchu!
Não desamine jamais!!!

Olly disse...

Aiiii Ice... até chorei aqui, na mesa, numa tesouraria no meio de 30 homens só de pensar em olhar nos olhinhos dela!!!!!

Foda!!!!!!

Mas é isso que eu vou fazer.... Acho que não é vida viver deitada, sem poder nem levntar para fazer um xixi, tomar um solzinho....

Obrigada querida.

beijos

Mica disse...

Bru,
é difícil! Eu seu o quanto você ama ela e o Tobias.
Não pense que se ela sentir alguma coisa será traição. Ao invés disso lembre-se que o que ela vai saber mesmo é que você a ama demais e que é por ela que você está sofrendo. O Vic tem razão, sem dignidade não vale a pena (e não é só pros cachorros não...)
Saudades,
Cacá

Joao Luis Amaral disse...

(nao dá para nao fazer alguém chorar com um texto desses, entao já peço desculpas de antemao).
Uma das maiores provas de amor e lealdade aos nossos animaizinhos é saber a hora em que (infelizmente) a relação, a curtição, a bagunça toda chegou ao fim - tanto para nós quanto (e especialmente) para eles.
Nós temos noçao da separacao... é bem pesado lidar com isso. Eles não. Tenha certeza de que a decisão que precisa tomar é a mais adequada, a mais correta, apesar de ser a mais foda.
Qdo me deparei com um dilema desses, certa vez, achei egoísmo da minha parte segurar meu caozinho ali "só" pq ele fazia bem para mim, sabendo que ELE nao poderia mais ir além... Respirei fundo, pedi desculpas ao Borel, dei um beijo na testa dele e saí.
O resto vc já imagina... mas ele tá aqui, ó, dentro do meu coração...
Pense nisso...
Bj.

Carmen Silvia disse...

Bruna, eu já passei por isso com a nossa Taina, e eu optei por sacrificar, fiquei com ela até a veterinária dar a injeção e ela ficou me olhando, como se tivesse aprovado a decisão, é de partir o coração, mas eu não me arrependi pois ele estava sofrendo sem conseguir andar.Beijos,Carmen Silvia.

Olly disse...

Tia Carmen,

eu lembro da Taina... Tão fofa e tão linda...
Hoje eu dei um beijo nela de despedida, e pedi perdão caso eu esteja sendo precipitada... Mas acho que é o mlhor para ela...

Obrigada e muitos beijos em todos...

Milena disse...

AMIGAAA! Que situação né?

Mas meu pensa bem: Ainda bem que nossos pets partem antes da gente, senão quem iria cuidar deles?

Deixa ela ir amiga! Ela foi muito amada e precisa do seu amor agora! Amor é querer o melhor pra eles... Dog que não anda não é feiz! te garanto!

Sinto muito! Depois me conta!

beijos

Renata R. disse...

A minha cachorrinha aos quinze já não andava por conta da artrite nas patinhas.

Descobrimos, aos quinze e meio, um tumor grave numa glândula próxima aos rins.

Ela não agüentaria cirurgia.

Comprava fraldas pra ela. Levava ela pra passear no meu colo.

O veterinário chegou a cogitar eutanásia.

Eu o chamei de louco.

Porque todo dia que eu chegava em casa eu via sorriso nos olhinhos dela.

Ela ainda conseguia ser feliz.

E ela se foi naturalmente.

Não consigo escrever mais.

Só posso dizer que cada caso é um caso e a gente vai te apoiar, qualquer que seja a sua decisão.

Cacau disse...

Gostei do seu blog, da foto, da serenidade...me visite e podemos bater muito papo, euzinha???Já sou Amélia a 8anos com orgulho. Bjs, Cacau