Total de visualizações de página

domingo, 25 de novembro de 2012

Meu querido diário....

Rolou o feriado né?
Não que para mim faça muita diferença, até porque, como sabemos estou desempregada.
Sei que eu fiquei num tal de " vai não vai" pro Rio, e bom, acabei ficando em São Paulo, o que de certa forma é um infortúnio.
Na sexta fui ao cinema com Lari para assistirmos " Os Intocáveis" e foi maravilhoso.
O filme é maravilhoso.
Depois do cinema vim para casa dormir pois no dia seguinte teria aula de teatro e depois Baratona.
Acordei cedo fui para a aula de teatro e depois para casa me arrumar para o BARatona.
Enquanto eu ia para a aula de teatro, o moço coxinha mandou uma mensagem no instrumento de satanás, perguntando se eu queria jantar.
Vejam vocês dileta platéia, eram onze da manhã, eu guiava meu carro rumo ao teatro, ao mesmo tempo que degustava pães de queijo, bebericava minha mamadeira com toddy e digitava com atriz sobre o encontro dela da noite anterior e nisso aparece uma mensagem dele perguntando se eu não gostaria de jantar.
Achei gentil e muito perspicaz ele querer marcar um jantar tão cedo, mas expliquei que eu iria ao BARatona, e que não poderia me comprometer em sair do Astor porque no geral eu ficaria lá até a noite...
Eis que dileta platéia, ele menciona que iria almoçar no Astor e disse: " Nos vemos lá".
Fiquei com aquela cara de empadinha de palmito, porque eu não tava afim de ficar com ele, eu vou ao Astor para ter com meus amigos, não pego ninguém no Astor sabe?
Dudu estaria lá, Beto ( Pinguim), atriz, Andrea... não tava na pegada disso sabe?
Fiquei tensa.
Mas enfim que após o teatro eu passei em casa para tomar banho e tal e fui buscar a atriz que estava com a pata inferior ferida pois havia torcido o pé e estava fazendo uso daquela bota de astronauta.
Chegamos ao Astor, Dudu logo chegou e o moço coxinha tava numa mesa com o amigo mas eu só vi depois que sentei e tal.
Daí ele veio me cumprimentar enquanto eu me atracava com um prato gigantesco de picadinho, sob o olhar reprovador de Dani.
Cumprimentei o moço, fui simpática e tal, mas me mantive ali com meus amigos.
Beto chegou, ficamos tomando cervejas infinitas e rindo, e falando besteiras sobre assuntos diversos, atriz dissertava sobre sua mais nova paixão, e Brasil, parece que agora é para valer.
Temos uma atriz apaixonada.
E pelo visto correspondida, e eu estou vibrando pela minha atriz.
Mas enfim, quando saí para fumar, o moço veio falaar comigo, e ele tem uma maania que me irrita muito que é chegar dizendo:

---- Oi, tudo?

E isso me irrita deveras, porque " Tudo", tudo o que caralho?
Eu sei que é " tudo bem" mas " tudo bem" já é uma frase curta o suficiente, vc não precisa abreviar saca?
Enfim, que esse " oi, tudo" me irrita sabe?
Me irrita do verbo, se houvesse uma escala de irritação, até 10 me irritaria 11.
Taí, eu acho que vou fazer um post sobre coisas que me irritam.
Continuando, toda vez que ele me via lá fora ele se aproximava dizendo: " Oi tudo", ou as variações igualmente irritantes como " e aí, tudo", e arghhhh me irrita muito.
Já tinha me irritado desde o dia que eu conheci, mas agora irrita mais, e eu não suportaria viver com alguém que fala " oi tudo" sabe?
E eu tendo que engolir a vontade de responder:

---- Nada.

Mas enfim, que acho muito que ele percebeu que não ia rolar ficar comigo sabe, e eu até fui muito educada e disse:

--- Quer sentar lá com a gente?

Mas ele negou alegando que eu estava com muitos homens.
Bom, daí isso terminou de me irritar e eu voltei pra mesa com muita certeza de que isso nunca daria certo, porque é isso que acontece. Os homens se sentem atraídos por mim, mas depois não dão conta. Não me aceitam do jeito que eu sou.
E seria apenas uma questão de tempo para ele começar a me recriminar pelos palavrões, pelo humor ácido, pelos amigos, enfim, melhor assim, passar bem, e como diria a musa dona Florinda: " Da próxima vez, vá falar OI TUDO para a sua avó"!

Sei que numa dessas minhas idas lá fora para fumar eu vejo o aspira, passando de carro na porta do Astor e ordeno que ele entre para " tomar uma xícara de café".
Rá.
Ficamos lá bebendo, rindo, comendo sandubas e quando eram quase 22:30 rumamos para nossa casa.
Dormi feliz. Foi uma tarde deliciosa ao lado dos meus amigos, e definitvamente quem tem amigos não passa mal.
Domingo fui almoçar com Amanda no Moça Bonita e depois dormi tipo coma induzido, pois rolou uma deprê de ver meu time rebaixado. Embora merecido, sofro né?
O ator mandou mensagens dizendo estar no Rio, mas ele deu pra isso agora, o lance dele é me manter informada de seu paradeiro, mas me chamar para sair que é o que interessa esse corno não faz, então quero que ele se foda, inclusive e meus peitos cresçam, porque não, já tenho amigos suficientes.
Domingo também era aniversário do árabe, e eu liguei para dar parabéns, mas caiu na caixa postal e deixei um recado bonitinho.
De madrugada ele entrou no isntrumento de satanás para dizer que estava viajando, mas que ouviu o recado, que gostou, agradeceu e tal, e conversamos um pouco.
Mencionei que ouvir a voz dele na caixa postal foi bom porque eu acabei esquecendo um pouco da voz dele, mas que deu saudades.
Ele disse que não tinha esquecido da minha doce e grave voz, mas que tinha sentido saudades tbm.
Sei que depois que papeamos, tive uma crise de choro de saudades dele, mas depois de tanto chorar peguei no sono.
Na segunda eu fui ao bronze, e fiquei em casa não me recordo fazendo o que exatamente.
A chance de não ter feito porra nenhuma é gigantesca, e então, armazenem a informação de que não fiz porra nenhuma e pronto.
A noite apenas fui ao shopping com a Lari para comprarmos os presentes de niver de Amanda, jantamos, fizemos fofocas e depois vim pra casa.
Na terça niver de Amanda, fomos ao clube, tomei sol, tomamos cerveja, presenciamos uma chuva absurda de granizo, comemos petiscos com Joe e a noite fomos jantar no Sujinho.
Foi delícia.
Rimos, falamos bobagens variadas e Amanda adorou seu aniversário.
Durante a semana fiz mais entrevistas, o ator mandou mensagens e conversamos um pouco, disse que sou muito engraçada, porque sim, ele lê meu facebook, e enquanto papeávamos ele mencionou que tinha uma mulher ligando pra ele e que ele não iria atender.
Não entendi essa informação.
Que caralhos eu tenho a ver com isso?
Foda-se.
Não saímos mais, e tenho a impressão que ele acha que sou brother dele. Não sou. Que fique claro.
Comentei com atriz sobre o ocorrido, e concordamos que se ele me chamar para sair eu não vou.
Tá pensando o que?
Depois refleti, que não, não entendo os homens que querem nossa amizade, quando não há esse vinculo sabe?
Enfim, gente maluca.
Sei que na sexta foi niver de Juzinha, e fui ao Aconchego carioca nos jardãs para ter com meus amigos, dar parabéns pra minha Ju, tomar cerveja, petiscar, dar risadas e ser feliz.
Sábado rolou um almoço aqui em casa.
Dudu, Lari, Andrea, Beto, e atriz.
Claro que Amanda quis participar de um pedaço, e como atriz e Andréa estavam atrasadas, perderam a presença de Amanda.
Mas Beto e Dudu aproveitaram.
Sei que o almorave, como eu apelidei, rendeu.
Vinhos, cervejas, Dudu fez a massa, eu fiz polpetones, Dea trouxe sobremesa, Dani e Beto cervejas e assim foi...
Falamos sobre tudo que se pode imaginar, rimos, divagamos, nos aconselhamos mutuamente, bebemos horrores e sei que ao final, quase 21 hs só estávamos eu, Beto e Dudu.
lari partiu para sua casa. Dani foi encontrar sua mais nova paixão, apaoiada por todos nós, Déa rumou para um aniversário, e eu, Beto e Dudu ficamos tomando cerveja e falando bem e mal do mundo.
Depois Dudu rumou para sua casa e eu e Beto, resistentes, permanecemos.
Eu teria que permanecer de qualquer maneira né? Eu moro aqui.
Mas Beto me fez companhia, e quando fomos nos despedir nós nos beijamos.
Sim dileta platéia, nós nos beijamos.
Por enquanto é isso né?
Eu já tive um rolo com o Beto, como vocês bem sabem, mas naquela época meu coração estava muito ferido, eu estava muito envolvida com Bangu, muito machucada ela vida e com muito mais medo de me envolver.
é certo também dizer que eu nem podia me envolver, porque eu precisava desse tempo que passei sozinha, e enfim, Beto tbm namorou um pouco uma outra moça, mas acabou, e bom, hoje nos falamos e combinamos de deixar as coisas rolarem numa boa, sem pressão.
É claro que meu coração ainda é ferido né?
Sim, nós sabemos.
E Beto sabe, e eu sei que o coração do Beto tbm foi machucado recentemente, mas enfim, pode ser que haja uma cicatrização e tal, e bom gente é isso.
E como Beto é meu amigo, e uma pessoa que eu amo, quero muito bem e tal, eu sei que o Beto não vai me machucar.
E eu tô tão cansada de me machucar sabe?
Tão cansada que só eu sei.
E eu estou tranquila, porque eu acho muito que mereço ser feliz, e tenho essa maania de teer fé na vida, mesmo que a vida me ache uma gostosa e queira invariavelmente fuder comigo, mas eu ainda procuro ser otimista e achar que sim, eu mereço um cara bacanérrimo e bom, vai saber...
Nem eu sei gente.
Sei que talvez tenhamos aqui um Pinguim o retorno, e bom, pelo menos eu sei que o Beto me aceita.
Que ele não fica me recriminando, que ele não é nem de longe um fdp, e que bom, vai que vai ser bom pra nós dois.
Medo dá. Mas tbm não quero pressão e nem botar pressão.
vamos ver o que rola.
O coração dói?
Dói.
Mas uma hora tem que parar,não tem?
Eu preciso seguir, fazer como o árabe que seguiu.
E ver o que dá.
Ao poucos.Mas tudo isso para dizer que nos beijamos.
E que foi legal.
Foi bom.
fazia muitos e muitos meses que eu não beijava o Beto porque eu não sou uma fdp que machuca os outros.
Dormi com o coração leve.
Hoje fomos almoçar no papai, depois fomos ao shopping procurar um vestido para o meu reveillon carioca 2013, mas não encontrei ainda.
Dormi a tarde, troquei umas mensagens com o Beto e depois fui jantar com a Bú no Mori.
Rimos, falamos mal da ex namorada da Bu, reclamei das pessoas que não querem se envolver, e agora estou escrevendo...
É isso pessoal.
por favor, criem vergonha na cara e comentem.
Muito feio não comentar.
Semana que vem tem mais.
Super beijo em vocês...












5 comentários:

Unknown disse...

Ebaaaaaaaaaaa
vou ser a primeira?? sera??
adoro SEMPRE seus posts!
e adoro mais ainda suas histórias no face, fico rindo igual uma tonta!
acho muito que você daria mega certo com meu irmão e assim ser minha cunhada kkkkkk
quem sabe... kkkk
olha no meu face e vê se aprova o projeto cunhada rs
adoroooooooooo
bjos

Dani Carnavale disse...

Bru,

Como sempre digo você merece ser feliz e espero que Pinguim consiga quebrar o gelo que este Árabe de araque tentou colocar em seu coração.

Falando em coisas de carioca, você já foi no Aconchego Carioca do RJ?? É bom demais!! As donas são bacanérrimas, super alto astral e o bolinho de feijoada de lá é di-vi-no. Mas ao contrário de Sampa o Aconchego do Rio não fica na zona badalada da zona sul do Rio e sim nas raízes da zona norte.

Te desejo sorte e que você encontre a pessoa que te faça feliz.

Beijos Dani

Lilith disse...

Nem sempre comento....mas pode ter certeza de que acompanho todos os posts...e adooooro!!!

Desejo de todo coração que sua vida tome o rumo que te deixe feliz e que encontre alguém com a capacidade de te entender e te aceitar da maneira maravilhosa que você é...

bjooOOOO

Sabrina disse...

Sempre simpatizei com o Pingüim, apesar de vc ter comentado pouco dele no blog, talvez pelo apelido... Lembra uma pessoa do bem, que estará sempre disposta. Tomare que seu coração ferido se cure cada vez mais rápido e deixe as coisas boas entrarem. Bj grande!

closet da fla disse...

Adorei o retorno do Pinguim Bru!!! Por aqui torcendo muito prá que essa história esquente e dê muito certo, vc merece muito uma pessoa do bem e super especial. Adoro seus posts viu!!!! Bjs