Total de visualizações de página

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Teresa

Teresa era médica pediatra neonatal.
Salvou muitas e muitas vidas.
Teresa era loira, maquiada, alegre e fazia caretas incríveis.
Engraçada.
Teresa era engraçada, bem humorada e guerreira.
Teresa foi noiva, mas foi largada quase no altar por um noivo qualquer.
Teresa conheceu Marcelo e casaram em 2002.
Teresa casou tarde e logo engravidou.
Teresa deu a luz ao Marcelinho.
Marcelinho, quando estava com mais ou menos 1 ano e meio ganhou um irmãozinho, o Lucas.
Teresa era casada com o Marcelo, engenheiro da GM, homem bom, de caráter reto.
Teresa foi à manicure ontem pela manhã.
Teresa voltou da manicure com as unhas feitas, porque era Teresa era vaidosa.
Teresa era uma cozinheira de mão cheia, como dizem por aí.
Teresa sentou para almoçar com seus filhos, um com dez meses e o Marcelinho com quase três anos.
Teresa era uma pessoa muito boa.
Mas Teresa ontem teve um tontura muito forte e caiu no chão.
O Marcelinho viu.
E apontou: Mamãe caiu!!!!
E a empregada da Teresa ligou para os sogros da Teresa.
E Teresa foi socorrida pelos seus sogros, que moram a 5 minutos da casa dela.
E Teresa foi levada ao hospital, onde salvava vidas e faleceu.
Teresa faleceu.
Aos 41 anos.
E Teresa era esposa do meu primo, Marcelo, que tem 38 anos.
E Marcelo ficou viúvo.
E parece mentira que isto tenha acontecido.
Parece mentira.
E a vida acabou.
E ta doendo, porque foi de repente.
E foi rápido.
E o jantar que marcávamos em casa foi adiado para sempre.
E meu primo ta viúvo, e com dois bebês.
E eu nem sei mais o que falar.
Só que dói e parece mentira.

13 comentários:

Freda disse...

Parece mentira mesmo, mortes que acontecem de repente doem muito, nos pegam de surpresa. Mas descobriram o motivo da morte?
É por isso que sempre falo p menina que trabalha comigo e que esta perdendo o pai para o cancer, falo que por pior que seja pelo menos ela esta podendo se despedir, dizer tudo o que quer, fazer tudo o que quer com ele. Ter perdido o meu irmão de repente foi um susto e tanto!
Se precisar grita
bjoss
Fre
www.vidapassadaalimpo.blogger.com.br

Paola disse...

Mesmo que soubéssemos ou pudéssemos explicar uma morte assim tão repentina, ainda assim seria uma morte violenta.
Para esses casos gosto de pensar que a pessoa se foi por ter cumprido sua missão.
Muita luz para todos, para vc muita energia para poder cumprir seu papel nessa história, de acalentar seu primo, de dar apoio aos bebês, que toda sua energia possa amenizar essa dor.
Beijo ( se precisar de colo, vc sabe, né?)

Paola

Geisa disse...

Menininha, vc é tão alto astral que dá uma peninha de te ver assim, mas isso é parte do ciclo da vida e ninguem escapa.
Só digo que desejo que Deus cuide de vcs todos, da familia, do viuvo, das crianças, de todos que a amavam! E desejo também que logo esta dor seja substituida por uma saudade e boas lembranças.
Não procure explicação pq elas simplesmente não existem, não há idade, nem dia, nem hora, nem momento apropriado,... as pessoas apenas nos deixam....
Beijos e fique com Deus!!!

Rø¢HA disse...

Olly,
A viajem termina , mas a estrada continua. O avião pousa , mas océu continua.... Nosso corpo se vai e oq é que fica? o Amor é eteno e fará Teresa viver pra sempre nos corações de quem a amava....
a morte é injusta

Juh** disse...

Nessas horas não ha o que dizer á não ser meus sentimentos, a morte de repente causa mesmo um choque.
Mas Deus é com vcs todos
Fica firme
Bjus

Renata disse...

Já tava um pouco tristinha hoje e esse post me fez chorar. Que bosta, que merda, que injusto...que raiva de ter que aceitar que essas coisas simplesmente acontecem.
Força pro seu primo, ele vai precisar muito de todo mundo por perto! E força pra você tb pra poder ajudar a todos.
um beijo enorme e um abraço bem apertado!
Re

Pati disse...

querida, sinta-se fortemente abraçada, daqui farei minhas orações e mandarei boas vibrações para vc, seu primo e os filhinhos deles.
como é dificil aceitar e entender os propositos de Deus...

Daniely Novo Kamaroff disse...

Ô Olly...sinto muito por sua perda...a morte é sempre uma icógnita, principalmente quando acontece de forma tão abrupta quanto essa...Fica com Deus!!!
Bjks

JULIANA disse...

Nossa que triste. Muita força e paz no coração dessa família.

Anônimo disse...

POxa que história triste e que nos faz pensar..pq adiamos tantas coisas na vida. Um encontro com um amigo, um jantar com a familia, um momento com que se gosta...a vida é curta. Devemos viver como se nao houvesse o amanha....como diria Renato Russo.
Olly meus sinceros sentimentos...
Núbia RJ
nubiarj_56@hotmail.com

Loloh disse...

Tristeza...
Meus Sentimentos sinceros...
Força... Bjus

Manoella Fioretti disse...

Estou arrepiada!!!Que Deus traga conforto pra vcs. Beijos

Natie disse...

To lendo tudo pelos feeds, por isso demorei para comentar. Lamento pelo Teresa, Olly.
No carnaval minha família passou por algo parecido, meu tio de 51 anos morreu por causa de um AVC. Tava em casa, jantando, brincando com os filhos,as filhas, os genros. De repente, desmaiou. E foi o fim. e ninguém teve tempo para pensar. E ficou o vazio.
Que dor passe logo, e restem apenas as lembranças e saudades dos momentos bons com a Teresa. Bjoo