Total de visualizações de página

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Terapia

Eu sempre fui daquelas que relutei em fazer terapia.
Vou pagar pra lembrar coisas que eu quero mais é esquecer?
E todo mundo dizia, mas você não esqueceu, estes esqueletos estão no meu inconsciente... Foda-se.
Eu não estou vendo. E me nego a acreditar que há esqueletos por aqui.
Mas a coisa tem ficado feia nos últimos meses.
Nem eu dou conta de tanta loucura mais...
O blog se tornou pequeno e as minhas loucuras são quase impublicáveis.
Hoje eu sei que eu vou tentar.
Vou numa sessão na hora do almoço na quarta feira.
E não vejo a hora de que ela me pergunte: Por que você procurou a terapia?
E eu vou olhar bem no fundo dos olhos da terapeuta e vou responder com outra pergunta: Tá com tempo?
E daí meus caros, eu vou descarregar tudo. Tudo que eu penso sobre mim, sobre o mundo, sobre as coisas, sobre os outros.
E olha, depois disso, duvido que eu tenha alta.
Eu não vou poder ter alta.
Porque eu não sou uma pessoa com um probleminha mais sussa de resolver.
E sabe pq?
Porque eu não sofri traumas na infância.
Pelo menos não que eu me lembre.
E é aí que eu acho que mora o cerne da questão.
Eu não odeio meus pais, minha irmã, meus primos, eu não odeio ninguém.
Não tenho nenhum ódio, nenhum rancorzinho aqui pra resolver.
Eu só sou maluca.
Marido tava falando que quando ele fez terapia todo rancor do pai dele foi embora.
Cara, e eu vou fazer terapia pra que então? Pra começar a odiar alguém? Só pode ser.
É esse o problema.
Eu não sei por que eu preciso fazer terapia, mas todo mundo fala que seria ótimo, meu marido até disse, eu pago, mas faz!
Não é louco?
Tentei ameaça-lo dizendo que se eu fizesse era capaz que a gente se separasse, que eu descobriria que eu não amo mais esse marido, nem esse casamento.
E sabe o que ele disse?
Tudo bem, contanto que vc seja feliz. Porque vc não pode, mesmo se separando de mim embarcar em outro relacionamento desse jeito que vc é, com esses esqueletos.
Veja só, que audácia.
E eu achando que tava na moda ser magra. Hohoho.
Mas enfim, fato é que eu vou fazer, mas gente, eu não me responsabilizo hein?
Eu to avisando.
Minha nova terapeuta vai precisar com certeza de um terapeuta!
Já imaginou se eu sei lá, por alguma razão descubro que algo de mto terrível aconteceu?
E eu tinha bloqueado?
Cara, eu não vou dar conta.
Eu não me lembro de nada que eu tenha bloqueado. Acho que eu só sou mimada e insatisfeita.
E maluca, lógico.
Mas na boa, e se surge um esqueletão bem feio?
Não sei não...
To achando que não vai prestar.
Mas vamos lá, eu vou tentar!
Torçam, peeps, torçam...
beijos

14 comentários:

Paulinha Vieira disse...

Oi! Acho otima a ideia. Também estou tomando coragem para fazer terapia...
Vá em frente! Espero ler muito sobre suas descobertas por aqui! Boa sorte!

"' Me encanta todo eso" disse...

Querida, passei por esse mesmo "dilema", não tinha trauma nenhum, problema nenhum, ódio nenhum, mas sempre bem descompensada das idéias...rs
E vou te dizer que foi "dilicia" as sessões que eu fiz! Aí cansei de ir, parei, voltei, parei again e agora tô querendo voltar de novo!
Sempre bom todo e qualquer instante que olhamos pra gente!
BeijOkas!E Conte-nos tudooo!

disse...

Não é nada disso que vc ta pensando não, vc é mais normal do que imagina vc vai ver. Eu amo fazer terapia, já faço há 2 anos, é ótimo!
Ah, to sentindo falta dos seus coments, nem visitiou meu blog novo, né??
bjoss querida
Fre
www.tempobomfeliz.blogspot.com

Elise Machado disse...

Olly, fiz 4 anos de terapia. A loucura continua por aqui...rsrsr.

Mas resolvi coisas que eu nem desconfiava que eram problema, sabia?
E aprendi a identificar meus padrões, e analisar certas situações analiticamente.

Curada, não estou. Mas resolvi um monte de coisas comigo mesma.
Tive até alta, veja só!
Bom, mas aí é o caso de loucura da terapeuta.... (vai ver ela não me aguentava mais).

Eu sempre digo que todo mundo deveria fazer terapia, nem que fosse um pouquinho.
Você vai ver, daqui há algum tempo, que foi a melhor coisa que vc fez por si mesma.
Boa sorte!
Beijas.

pat camargo disse...

You are back!!!
Bru, time que ta ganhando a gente não mexe baby!
Nunca fiz pelo mesmo motivo, pra que fuçar o passado se so lembro de coisas boas?
Mas vai la, se joga e depois disso, Gardenal na veia!!!
Miss you!!!

Jane disse...

Só quem faz ou fez pode ser tao inteligente como seu marido. hahahahahaa
Eu fiz análise minha teimosia com meu psicanalista era que já estava lá há 5 meses e ele não me dava um 'diagnóstico' ??? Fiquei 8 anos.
Sabe pra que ?
Pra nascer de novo. Esqueça de problemas de infancia, vc. vai ver todos os pecados capitais em nova versão dentro de você mesma. kkkkkkkkkkkkk
E vai amar se enxergar por outro angulo. Não adianta falar, tem que fazer. Sorry.
Ah. Eu prefiro análise é mais fodástica ... tomara que vc. tenha empatia com sua psicologa. Veja se ela está gorda, fuma, isso não é bom sinal.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk²
Beijos e boa viagem !

Diego Gestalten disse...

ain gata! eu sou a favor da sra reencontrar o caminhoneiro da anchieta e abrir seu coraçãozinho pra ele!! ele vai arrasar nos conselhos!!! agora fiquei perdido com essa parte de esqueletos! O.o vc vê esqueletos por onde você vai?? tipo assombração?!?! ou isso é uma metáfora??? haahhhaa enfim, arrasa na terapia!

Bjsssss

Dione disse...

Já estou toda me coçando de vontade de saber como foi sua terapia...rs... Gente: isso é normal? Como assim? A criatura quer fuxicar a terapia da outra... Preciso de tratamento?(oi?)
Um beijão...

Aline - BA disse...

Oi Bruna! Incrível, to passando pela mesma situação, me vi ai nesse post. a minha primeira seção vai ser na sexta, nem conheço a pisicologa, mas pelo telefone achei ela meio doida.. kkk vou lá pra ver o que acontece... ah, o que mais me levou a procurar uma terapia, foi o meu jeito ulta mimado de ser. Nem eu me aguento mais.. rs. bjs e boa sorte!

Melissa disse...

Eu também era assim, no duro. Fui pra terapia assim porque todo mundo dizia, mas eu não sem problemas com os pais, com a irmã, com os amigos... NADA. Sabe o que eu descobri? Que simplesmente ACHAVA que não tinha problemas, que passava por cima de um monte de coisas. Descobri que minha família não era perfeita. Isso é duro, viu. Acho que é mais fácil ir pra terapia quando você apanha do pai, leva escracho da mãe... Boa sorte, de coração.

Kell Alves disse...

Ei, pq vc abandonou o twitter.
Tinha tanta coisa engraçada por lá...

Aline Kamaroff. disse...

Já fiz terapia... por apenas 6 meses, Fugi!
Eu era aborrecente confusa, não gostava.
Mas hoje tenho maior vontade de voltar.

Estou curiosa, vai e conta como foi.

Beijos.

Rachel disse...

Amei o post e parabéns pela coragem de admitir que vai procurar ajuda (mesmo achando que não tem nenhum trauma de infância, nada disto...). Eu fiz e faço terapia ha 6 anos, e acho que é a melhor coisa que podemos fazer! Mas nem por isso foi facil de admitir para os outros que eu fazia (sei la, encucações bestas, medo do julgamento alheio). Mas, de verdade: todo mundo deveria ir para a terapia, porque "de perto, ninguém é normal"
Bjs e boa sorte

Monica Loureiro disse...

Menina, nosso inconsciente é cheio de coisas que nos bloqueiam....
Espero que seu/sua terapeuta seja ótimo, profissional ,ético ( não daqueles que adoram dar conselhos nem querem te converter)

Boa viagem na TERAPIA !
Vale a pena, viu ?